A elaboração de um texto literário pode, às vezes, levar o autor a sofridos encargos de tempo, recorrência aos episódios da memória distante para a busca de um produto que fascine a si e a quem mais interesse pelo tipo da obra. Para dar um fechamento de valor, algumas peças literárias sempre aparecem inauguradas com um prefácio de pessoas de boa categoria no campo do escrever. Naturalmente vem a ser o caso deste romance. Durante os dias (e noites), as semanas e os meses despendidos para chegar ao final, o autor ficou imaginando na busca de pessoas de excelente categoria intelectual que animasse encomendar-lhes um prefácio para, de início, valorar El experto.

Mas a narrativa terminada não podia mais ser apagada: personagens ainda vivos e alguns fantasmas cobravam as noites insones, sem piedade, o romance em letra de forma para o qual desfilaram dançando nesta trama, ora memorialística ora de pura ficção. Este gênero misto de duas categorias literárias tão dessemelhantes foi imposto ao autor graças aos vícios de sua experiência existencial. Na vida real, o autor vem coletando episódios e tipos humanos, tais como vigas de sustentação para uma tentativa e experimentação literária.

No caso do presente romance, o autor aproveitou a vivência pessoal, de alguns anos, em um organismo internacional. Então, registrava, metodicamente, as excentricidades e os absurdos de ideias e algumas idiossincrasias dos funcionários internacionais típicos. O interessante é que, eles existem realmente e o autor quis retratá-los numa diferente espécie de homenagem – perdoem – às vezes caricata; eventualmente, injusta. A intenção é não deixar desaparecer da memória os tipos e os acontecimentos que tanto enriqueceram a larga existência deste autor junto aos amigos e os maravilhosos momentos que desfrutou na convivência fraterna com alguns de carne e osso.

Von Steisloff


027226
Today
Yesterday
This Week
Last Week
This Month
Last Month
All days
106
82
899
25648
1928
5198
27226

Your IP: 54.163.20.57
Server Time: 2018-11-17 15:33:59